Vacinação contra Gripe acontece nas UBSs

99 0

A Secretaria de Saúde dá sequência a 23° Campanha Nacional de Vacinação contra a influenza iniciou no dia 14 de abril. A vacinação acontece em todas as Unidades Básicas de Saúde do Município.

A campanha tem o objetivo de prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos e suas consequências sobre os serviços de saúde, além de minimizar a carga da doença, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da covid-19.

A campanha será dividida em três (3) etapas.
• Na primeira etapa as vacinas serão direcionadas para Crianças (6 meses a < de 6 anos -“5 anos, 11 meses e 29 dias”), Gestantes, Puérperas, Trabalhadores da saúde;
• Na segunda etapa de as vacinas serão destinadas para Idosos com 60 anos e mais e Professores;
• Já na terceira etapa quem poderá tomar a vacina serão Comorbidades , Pessoas com deficiência permanente,Caminhoneiros, Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário Passageiros Urbano e de Longo Curso,Trabalhadores Portuários ,Forças de Segurança e Salvamento, Forças Armadas, Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade, População privada de liberdade e adolescentes e jovens em medidas, socioeducativas.

Atenção para a primeira fase que segue até dia 11/05 dos grupos prioritários:
Crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias):
• Todas as crianças que receberam pelo menos uma dose da vacina influenza sazonal em anos anteriores, devem receber apenas uma dose em 2021;
Gestantes:
• Em qualquer idade gestacional.
Puérperas:
• Todas as mulheres no período até 45 dias após o parto estão incluídas no grupo alvo de vacinação.
• Deverão apresentar documento que comprove o puerpério (certidão de nascimento, cartão da gestante, documento do hospital onde ocorreu o parto, entre outros) durante o período de vacinação
Trabalhadores de Saúde:
• Que compreende todos os serviços públicos e privados, nos diferentes níveis de complexidade.

Considerando a ausência de estudos de coadministração para a vacinação contra influenza e COVID-19, não se recomenda a administração simultânea das vacinas Influenza e da COVID-19. Se os grupos prioritários tiverem tomado a vacina da COVID-19 só poderão tomar as doses da influenza após 14 dias.
A Secretaria de Saúde ainda lembra da Campanha Doses de Amor, quando se dirigir ao posto de vacinação, quem puder, doar 1kg de alimento não perecível. Esta é uma forma de ajudar as famílias afetadas pela crise causada pela pandemia.

Posts Relacionados